jueves, 5 de febrero de 2009

Luxemburgo, el nuevo aliado de Bolivia y la altura

Wanderlei Luxemburgo, entrenador del Palmeiras y uno de los principales del fútbol brasileño, declaró que los efectos de la altura apenas son psicológicos y no médicos.

"No se puede crear un fantasma encima de la altura", dijo, después que su equipo venció en Potosí (4.000 s.n.m) al equipo local, por 2 goles a cero, por la Copa Libertadores de América.

Lean, en portugués, las declaraciones del técnico al Lancenet!!!

"O técnico Vanderlei Luxemburgo voltou a desdenhar o perigo da altitude após nova vitória do Palmeiras sobre o Real Potosí, por 2 a 0, desta vez a quase 4.000 m acima do nível do mar, em jogo que assegurou o time na fase de grupos da Taça Libertadores da América.

O argumento do treinador foi o mesmo que dava antes do jogo na Bolívia. Para ele, os efeitos de se jogar em regiões altas são apenas psicológicos e não médicos, e, com treinamento, os jogadores se preparam e ganham confiança, o que facilita na hora da respiração com baixa pressão atmosférica.

"Não adianta criar um fantasma em cima da altitude. A equipe se comportou bem, pois encarou de frente as dificuldades. O aspecto psicológico foi deixado de lado e os jogadores fizeram uma partida taticamente muito inteligente", declarou o treinador.

Na próxima fase da Libertadores, o Palmeiras terá que enfrentar novamente a altitude, mas desta vez a de Quito, situada a 2.850 m acima do nível do mar, onde está a LDU, atual campeã do torneio. Colo-Colo e Sport completam a chave".