miércoles, 18 de julio de 2012

TOSTÃO NOS DÁ UNA AULA GRATIS SOBRE CONCEPTOS FUTBOLÍSTICOS


Palabras escritas por (hoy) uno de los mayores y mejores columnistas de futbol: Tostão*.

Da hasta temor traducirlo para no cometer errores respecto de sus conceptos.

Les presento para que lean con atención, sobre todo los periodistas (comentaristas), entrenadores y jugadores.


"Vi também coisas boas. Zé Roberto, 38 anos, menos avançado do que nas partidas anteriores pelo Grêmio, deu uma aula sobre como jogar no meio-campo. Zé Roberto não é volante nem meia. É armador, defensivo e ofensivo. Muitos técnicos ainda não conhecem esse tipo de jogador. Só conhecem os volantes defensivos e os meias ofensivos.

Tite, Cuca, Abel e outros treinadores começam a aprender com os times europeus a formar um time compacto, com duas linhas de quatro, sem deixar muitos espaços entre elas. Ufa! Os meias ou atacantes pelos lados voltam para marcar ao lado dos volantes e avançam como pontas.

O que não justifica é colocar as duas linhas encostadas à grande área, a não ser em momentos especiais, como fez o Chelsea contra o Barcelona e o Bayern, dois times superiores. Contra o Flamengo e o Botafogo, o Fluminense fez um gol e foi jogar lá atrás. Fla e Bota pressionaram e criaram muitas chances de gol.

Outras coisas também melhoraram nos últimos anos, no futebol brasileiro. Desapareceram a marcação individual, os volantes-zagueiros, que não eram bons volantes nem bons zagueiros; e os laterais, menos os do São Paulo, estão aprendendo a avançar no momento certo.

Há ainda muitas coisas para evoluir, como diminuir o excesso de jogadas aéreas, de trombadas, de chutões, de passes longos para os companheiros marcados e de pressa para chegar ao gol.

É preciso também acabar com gramados ruins e com jogadores cai-cai, que tentam enganar os árbitros e o futebol."

 
Tostão (foto), médico y ex-jugador, es uno de los héroes de la conquista de la Copa del Mundo de 1970. Se alejó de los campos deportivos debido al agravamiento de un problema de dislocamiento da retina. Como comentarista deportivo, colaboró con la TV Bandeirantes y con la ESPN de Brasil. Escribe los miércoles y domingos en la versión impresa del suplemento "Esporte" de la Folha de São Paulo.